Estalagem Nerd – 87 – Caixa de Pássaros

Bem vindos hóspedes, à Estalagem Nerd !

Nesse episódio, Caixa de Pássaros !
Feche seus olhos e nos escute com atenção!!

  • PADRIM

• Grupo Telegram “Bem vindos Hóspedes”

Facebook

Instagram

• Caixa Postal: 83

CEP: 14.400-970 , Franca/SP

• Parceria PopGeekStore

• E um agradecimento especial aos nossos Padrinhos e Madrinhas que tornaram esse episódio possível:

Andreas Buhler , Caio Ricci, Rodrigo Chiari, Guilherme Oza, Diego Churraskar, Nelyken Alves, Maycon Wesley, Cláudio Costa, Christian Meinecke Gross, Joao Kryzozun, Kairo Esteves, Rodrigo Perissato, Thiago Ribeiro Fraga, Talita Gimenes, Samuel Muca, Anderson Henrique Rangel de Lima, Danilo Ribeiro, Pamella Araújo.

2 comentários em “Estalagem Nerd – 87 – Caixa de Pássaros”

  1. Olá pessoal, como vai? Eu sou do time de que acha que não deveria mesmo mostrar a criatura, Cloverfield seria um filme bem melhor se não tivesse aquele godzilla no fim e isso é, nada mais nada menos, que a origem do medo; todo medo vem do desconhecido e, como bem dito no cast, quando conhecemos o inimigo, já fazemos planos para derrota-lo, não conhecer é muito pior.

    Tive 3 fases com esse filme
    Fase 1 – Hype: o MUNDO falando desse filme, a melhor coisa feita neste ano. Fui assistir com a expectativa lá em cima
    Fase 2 – Realidade: Peguei uma cerveja num fim de tarde e ‘bora ver essa budega!’ e, não tem como, assistir é comparar… fumaça de Lost, final que já vimos em outro filme, modo narrativo de mostrar a cena e depois mostrar algo do passado explicando o que houve no presente, o crescimento da protagonista niilista … Tudo já havia visto e por isso saí do filme com aquela frase pronta: “Esse filme não é essa coca cola toda”.
    Fase 3 – Aceitação: Depois de muito conversar com amigos, percebi que fui vítima do hype e que se eu tivesse visto antes de ter ouvido falar dele, poderia ter gostado mais e, dês do início dos tempos que se requenta histórias então eu deveria relevar … Mas continuo achando uma filme nota 7,5 sinetas de bicicletas 🙂

    1. Obrigada pelo seu comentário Francisco! Aproveitando, devo retificar aqui minha opinião sobre mostrar a criatura. Pois mesmo tendo a curiosidade nas alturas, depois que vi uma imagem de como eles pensaram em fazê-la, concordo plenamente que fizeram certo em não mostrar (pois berava o ridículo).
      Um beijinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *